terça-feira, 9 de março de 2010

Stephen King e a visão da sua escrita

Stephen King é o cara! Quando eu era bem novinha eu adorava os filmes baseados nas suas histórias. O primeiro que eu vi foi Sonâmbulos e então não parei mais de ver e procurar outros. Até que um dia com doze aninhos eu li o meu primeiro livro dele: Jogo perigoso. Tá certo... Não é um livro que eu deveria estar lendo com doze anos, mas eu li e o estrago já foi feito! Foi aí que eu fiquei viciada meeesmo nas histórias dele. Ele trouxe o terror pra dentro de casa, de dia e não exclusivamente em uma casa amaldiçoada no meio da madrugada. Nada contra as casas amaldiçoadas dos livros!! Gosto muito delas também. Mas quando você lê um livro com elas, você se sente grato por não morar em uma mansão de séculos de idade onde morreram várias pessoas. Com as histórias de Stephen King, você tem medo do seu apartamento no meio da cidade, do seu cachorro, daquele vizinho velhinho, do seu carro... E por aí vai! É pra isso que servem as histórias de terror. Pra te deixar assustado. E para mim ele é um dos melhores no negócio de assustar.
Além das histórias dele, eu sempre tive uma simpatia muito grande pela figura desse escritor. Que parece um personagem de uma história sua. Um senhor de idade, óculos fundo de garrafa, roupas bem comuns... Mas com um punhado de palavras ele pode fazer você dormir de luz acesa a agarrado a um crucifixo por três noites!
Enfim... Ontem eu vi algo muito interessante sobre ele. Recebi por Twitter um link do Blog My Year With King. Esse cara vai passar um ano lendo obras do Stephen King e fazendo resenhas no seu blog. Adorei a ideia e pretendo acompanhar a experiência dele. Mas o que realmente me chamou a atenção foi um vídeo com uma entrevista. É esse aí em baixo. (Desculpa, é sem legenda)


Vale a pena ver com calma para entender tudo que ele fala. Mas eu vou direto ao ponto que me fez escrever esse post. Lá pro final do vídeo ele fala que pensa que poderia ser melhor, poderia ser mais original! Você tem ideia do que é isso? Ele vive disso há muito tempo! Ele já recebeu um bocado de prêmios, vários filmes já foram feitos de seus contos e romances, ele tem fãs por todo o mundo, seus livros vendem como água... Claro, no caminho ele com certeza arrumou um bocado de gente que não gosta dele, mas todo mundo arruma isso, nem precisa ser famoso. O que eu quero dizer é... Ele é um cara famoso e bem sucedido na sua área. E isso não faz com que ele deixe de ser humilde. De perceber que nenhuma obra é perfeita a ponto de não poder ser melhorada. Que o que ele faz tem espaço para melhoras e ele se esforça para fazê-las. Isso sinceramente fez o meu dia... Gostei muito de saber que o sucesso não sobe a cabeça de todo mundo que o consegue. Ele deu um bom exemplo nessa entrevista.

5 comentários:

Corellian disse...

SK é um fenomeno, adoro torre negra, a coisa, iluminado, etc...mas ainda to pra ver ele fazer um bom final pra um livro...eaehAUehUeha...

Su disse...

hauauha!!!
Pouxa... Eu gosto dos finais dos livros dele. Só não gostei do final de Celular.

Corellian disse...

Final do Iluminado era bem tosquinho... final do A Coisa era uma maluquice sem fim (o que é uma pena, pq o livro é extraordinário)... e transformar o Rei Rubro num vilão de super nintendo foi um crime... ehaUEhAUhea...

Lady disse...

sou fã também
a primeira vez que li Saco de Ossos fiquei noites sem dormir
aff

bem gostei do seu blog!!!
parabéns1!

seguindo

Antonio de Castro disse...

Ele tb me assustou!

eu li O Iluminado e não tenho coragem de ver o filme.

Demorei uns trÊs anos pra terminar ese livro e acho o livro mais tenso q ja li ate hj. Tensão pura!

Mas originalidade é algo complicado de se obter. Já não dá pra ser original, qd se imita a realidade!

;)

-